Calendário do futebol brasileiro

Discussion in 'Brazil' started by Century's Best, Oct 19, 2003.

  1. Century's Best

    Century's Best Member+

    Jul 29, 2003
    USA
    Os campeonatos estaduais e regionais (Copa Sul-Minas, Copa Rio-São Paulo) ainda têm relevância, ou deveriam ser abolidos?

    Vejamos outros países latinos. A Argentina e o Paraguai, por exemplo (e creio que o Uruguai também) têm 2 campeonatos “nacionais” cada ano, um em cada semestre; o Torneio Clausura (primeiro semestre) e o Torneio Apertura (segundo semestre). São disputados com pontos corridos.

    Não sei se as federações desses países confeccionaram seus calendários para que haja harmonia com o calendário europeu. Porém, vendo como sempre temos tantos jogos, talvez tenha chegado a hora de avaliar e decidir se precisamos ter tantos torneios.

    Por mim, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro são realmente os importantes. Os estaduais? Se permanecerem, que os grandes continuem mesmo só entrando nas retas finais. E concordo que os times que disputarem a Libertadores não disputem a Copa do Brasil.

    E sobre o Campeonato Brasileiro: temos mesmo que seguir com pontos corridos. Isto evitará viradas de mesa, forçará cada time a jogar o máximo a cada partida, e simplificará as coisas. Alemanha, Inglaterra, Espanha, Itália... é tudo ponto corrido. Chegou a hora do futebol brasileiro realmente se modernizar e simplificar as coisas.

    Espero ver um dia o futebol brasileiro organizado e profissional assim como a NBA dos EUA. O problema é que a CBF não é uma liga.
     
  2. neovox

    neovox Member

    Aug 21, 2003
    Sul do Brasil
    Este é um debate sempre interessante, talvez pela polêmica que envolve. Na semana passada chegou às bancas de revistas do Brasil uma edição especial da Placar com 500 times de futebol do Brasil. Pois é. Num país com tantos times, alguns criados este ano, negar o direito para que tomem parte em algum gênero de competição é, ao fim, negar-lhes a própria existência.

    É nesse contexto, imagino, que se justifique a existência dos campeonatos estaduais, que fazem sentido maior ainda se pensarmos nas dimensões continentais do país. Muito antes dos ensaios de campeonatos nacionais (copa de seleções estaduais nos anos 20, 30, 40), dos torneios envolvendo clubes do sudeste nos 50 e 60, e do campeonato nacional a partir de 71, os estaduais foram os grandes responsáveis pela popularização do esporte pelo país.

    Os amazonenses gostam de futebol. Mas quando podem realmente ver seus times jogarem? Apenas no estadual do Amazonas. E outros exemplos poderiam ser citados, como são os casos de Alagoas, Sergipe, Paraíba, Amapá, Roraima, Rondônia, Mato Grosso (e o do Sul também), Tocantins e tantos outros.

    O exemplo dos campeonatos regionais, que parecia estar dando muito certo, especialmente nos casos da Copa Sul Minas e da Copa do Nordeste, é uma prova, contudo, de que há espaço para inovação.

    Como é o caso do novo campeonato nacional por pontos corridos, que eu pessoalmente festejei muito quando foi anunciado, mas que hoje está gerando uma enorme sensação de frustração. Sabemos o final da história no penúltimo capítulo e a imprensa, torcedores e clubes debatem se o melhor não seria adotar outra fórmula. Heresia? Parece que não, afinal o debate na sacro-santa Itália gira em torno de uma fórmula na qual os oito melhores de uma fase inicial disputariam um mata-mata para saber quem é o campeão. Outro dia, num fórum sobre futebol do NYT, um italiano explicava, com orgulho, essa idéia genial, quando eu o informei que essa é a fórmula que, com variação de ano a ano, vinha sendo utilizada no Brasil até 2002.

    Brasileirão organizado, competitivo, interessante? Sim! Copa do Brasil ampliada, com fase classificatória, a exemplo da FA Cup da Inglaterra, que tem dezenas de participantes? Sim! Eliminar os estaduais? Não. Mas certamente dar a eles um novo sentido, seria uma ótima idéia.

    Culpar a CBF é fácil. Afinal, a CBF é realmente culpada de um monte de coisas. Mas quem elege a direção da CBF são os presidentes de clubes. E mesmo o Clube dos 13, que já foi estimulado pela CBF a criar a Liga dos Clubes, recuou. Por quê? Não sei. Mas devagar chegamos lá.

    Só não vamos mais depressa, acredito, pela ingerência de atores externos como a Rede Globo, que se é responsável por grande parte do faturamento dos clubes, faz de tudo para prevalecer sua posição, como agora, quando já anunciou publicamente que vai lutar pela volta dos mata-matas já em 2004.

    Pois é.
     
  3. Century's Best

    Century's Best Member+

    Jul 29, 2003
    USA
    Seleção compromete calendário brasileiro para 2004

    (http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2003/10/28/ult59u76986.jhtm)

    Por Rodrigo Bueno
    Agência Folha
    Em São Paulo

    O calendário do futebol brasileiro para 2004, que promete um conflito entre seleção e clubes, será divulgado nesta terça-feira pela Confederação Brasileira de Futebol.

    O segundo Nacional de pontos corridos está desenhado com 24 times, mas a agenda pesada das seleções brasileiras ameaça a programação. Eliminatórias da Copa nos dois semestres, Copa América e Olimpíada na metade do ano, amistosos e jogo-festa da Fifa.


    Mod Note - Please post only 1 or 2 paragraphs or article and link. --Alex_1
     
  4. MIGkiller

    MIGkiller Member

    Flamengo
    Brazil
    May 9, 2003
    Rio de Janeiro
    Club:
    Flamengo Rio Janeiro
    Nat'l Team:
    Brazil
    CBF anuncia calendário

    http://oglobo.globo.com/especiais/brasileiro/mat/110947470.asp

     

Share This Page